25 novembro, 2011

Aprendendo a ler

Desde que me entendo por gente, eu sempre gostei do universo dos livros. Todas aquelas letrinhas, figuras e cheiros me hipnotizavam por horas, de modo que brinquedos e livros estavam sempre misturados. Nem sempre livros próprios para a minha idade. Haviam dois livros de poesia em especial que me cativavam: “Meus Poemas Preferidos”, de Manuel Bandeira, e “Flor de Poemas”, de Cecília Meireles. Eu os lia sempre, e recitava o pequeno poema triste de Manuel Bandeira, chamado “O Bicho”.

Na maior parte do tempo eu me limitava à biblioteca que tínhamos em casa – o que se resumia a uma estante de aço, com prateleiras frias que eram aquecidas somente pelos livros que minha mãe juntava desde solteira. Daí ela casou com meu pai, que juntava livros, entre outros assuntos, de fotografia, e então voltamos para o ponto da história que vocês já conhecem: eu amava aqueles livros. E acho certo conjugar o verbo “amar” no passado e devo explicar isso melhor agora. Este é um momento de confissão.

Depois que decidi que entraria num seminário e comecei a descobrir o altos e baixos da vida acadêmica (mais baixos que altos, no meu caso), percebi que ler poderia ser bem chato também. Eu não estava acostumada com ensaios científicos, e cá pra nós, eu nem estava esperando isso num curso de cunho vocacional. Na realidade, eu não sabia bem o que esperar. A maior parte eram expectativas românticas, como a maioria dos seminaristas estão acostumados a nutrir (se não é a maioria, não me conte. Não quero me sentir idota e sozinha agora). Então eu me via num seminário teológico, sendo bombardeada por textos de autores que eu nunca tinha escutado falar e lendo um monte deles por pura obrigação (eu falei que esse era um momento de confissão).

LIVROS 2011 2

E como a vida é curiosa!… Venho em público dizer que duas das coisas que eu mais odiava foram as coisas que me fizeram aprececiar novamente o mundo das palavras: morar longe de tudo e fazer longas viagens de ônibus (consequentemente). Eu sei, eu sei. Ler dentro do ônibus é péssimo, e provavelmente serei forçada a interromper o hábito antes que algo mais sério que uma náusea me aconteça. Mas o fato é que é ótimo ter com o que ocupar a mente durante as longas viajem diárias, e isso me trouxe um novo interesse por livros.

Uma última confissão: em casa, na tranquilidade do meu quarto, eu não sei ler. É incrível, mas assim que eu começo, a mente vagueia e já era. Os olhos decifram as letras que formam palavras, mas a mente forma pensamentos para além das páginas, muitas vezes forçando os olhos a se fecharem. Um verdadeiro horror. Mas eu nem me cobro tanto, estou só (re)aprendendo a ler.

Recomendo a quem, assim como eu, só assimilava leitura a obrigação e a média pra passar de ano, que dê uma segunda, terceira ou quarta chance

A quem interessar, minha lista de livros lidos / comprados / ganhos esse ano segue abaixo. Por ordem cronológica:

    • Cristianismo Puro e Simples – CS Lewis
    • A Bacia das Almas – Paulo Brabo
    • Espiritualidade Subversiva – Eugene Peterson
    • A Arte não Precisa de Justificativa – Hans Rookmarker (presente Pollyanna)
    • Evangelho Maltrapilho – Brennan Maning
    • Retalhos – Craig Thompson
    • O Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams
    • Como os Pinguins me Ajudaram a Entender Deus – Donald Miller
    • Fé em Deus e Pé na Tábua - Donald Miller
    • Ou Isto ou Aquilo – Cecília Meireles (presente da Pati)
    • O Livro de Receitas das Garotas – Denise Smart (porque eu não resisto a fofuras. Guardando pra prole)

4 comentários:

  1. Amiga, é verdade, é muito parecido com a minha história. Aqui temos muitos livros na minha casa. Diz o meu pai que qdo eu era pequena eu dei até uma mordida no livro, de tanto que eu gostava. Não é a toa que aprendi a escrever umas palavras sozinha.
    Mas, depois que entrei pra faculdade e tive q ler aquele monte de txt acadêmico chato, ficava com preguiça de ler literatura comum e cristã (principalmente os livros cristãos de auto-ajuda, do tipo Max Lucado... hehe)
    Mas agora não consigo voltar mais. Dai coloquei um proposito essa semana de comprar livros de psicologia, pq to precisando estudar e livros normais pra aumentar minha cultura... rsrs
    Obrigada pelas indicações... vou ver direitinho e te falo!
    :)

    ResponderExcluir
  2. ganhei os dos do Donald Miller... o dos pinguins li em 1 dia, é ótimo!

    E já li Cristianismo Puro e Simples tb!


    abração,
    fique na graça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou louca pra lê-lo novamente... aguardando o filme que saiu agora em abril *-*
      Faltou livro nessa lista... tinha lido "Um milhão de quilômetros em mil anos" do Donald tbm, outra hora faço um update, rsrs!

      Abraço!

      Excluir