21 janeiro, 2012

Preciso parar de querer

 

Bem,

Já tentei fugir

Já tentei mentir pra mim mesmo que não

Eu vou conseguir

Falo alto pra me ouvir

Mas volto sempre e dou uma coçadinha aqui e ali

 

Ferida sempre aberta

E eu a reclamar de Ti

Sou eu quem não paro de

 

Coçar as feridas

Me algemar de novo

Logo eu que sou livre

Me pego lembrando

Querendo esquecer

Tentando aprender

Que pra você me curar preciso parar de querer

 

Pra você que, como eu, ainda precisa de cura. Ah, e obrigada, Sidney :P

Um comentário: